Glaucoma

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível, o glaucoma é uma doença ocular praticamente sem sintomas no seu início, o que a torna difícil de ser detectada. Aos poucos, o nervo óptico se deteriora, provocando diminuição progressiva da visão periférica. Sem o tratamento adequado, pode ocasionar a perda total e definitiva da visão.

O tratamento inicial é clínico e consiste no uso de colírios hipotensores para controle da pressão intraocular. Quando a terapia de colírios não traz respostas positivas, poderá ser realizado o laser ou cirurgia para glaucoma. O que temos hoje:

Iridotomia com laser para glaucoma:
Quando o oftalmologista identifica o paciente com glaucoma pigmentário, com risco ou antecedente de crise aguda de glaucoma, indica­-se outro procedimento, a iridotomia com laser, nos dois olhos. Através dele, cria­ se um pequeno orifício na parte mais periférica da íris, que a retifica e permite a livre circulação do humor aquoso da região posterior para a anterior dessa estrutura. O objetivo é evitar novas crises agudas e a dispersão dos pigmentos da íris.

 

Trabeculoplastia

O procedimento a laser para tratamento do glaucoma, a trabeculoplastia, aumenta a drenagem do humor aquoso, reduzindo a pressão intra­ocular, a exemplo do efeito de alguns colírios. Nesse procedimento, o oftalmologista utiliza o laser para realizar pequenas queimaduras na rede trabecular e estimular o funcionamento do sistema de drenagem. O efeito do laser não é imediato. O médico precisará de pelo menos quatro a seis semanas para obter a redução da pressão intra­ocular.

Trabeculectomia

Se o tratamento com colírios e laser não apresentar resultados positivos, utiliza­-se a cirurgia incisional, chamada trabeculectomia (o mesmo que cirurgia de filtração). Após a cirurgia, o paciente observa uma pequena elevação, com aspecto de uma bolha, na parte superior do olho, ao olhar para baixo. Quando aumenta a pressão intra­ocular, o humor aquoso desloca-­se para este novo compartimento, evitando, assim, que o nervo óptico seja lesado.

Ciclofotocoagulação endoscópica com laser

Outra alternativa cirúrgica é a ciclofotocoagulação endoscópica com laser, em que é utilizado um equipamento que contém, numa mesma sonda, uma fibra óptica para visibilização das estruturas intra­oculares, uma fonte de iluminação e um laser. Utilizando esses recursos, são feitas queimaduras na região produtora do humor aquoso, o epitélio ciliar secretor, visando diminuir a produção desse líquido. Esse procedimento pode ser realizado ao mesmo tempo que a cirurgia de catarata, e permite a redução da pressão intra­ocular, ao ponto de diminuir ou mesmo abolir o uso de colírios hipotensores.

Ciclofotocoagulação endoscópica com laser + Catarata

Quando temos um quadro onde se apresenta a necessidade de intervenção cirúrgica tanto para glaucoma quanto para catarata, é possível combinar os dois procedimentos em uma única cirurgia.

ICE Procedure

Esta técnica associa duas cirurgias antiglaucomatosas minimamente invasivas e a cirurgia de catarata, todas realizadas na mesma cirurgia e é chamada de ICE Procedure. Associa-se a implantação do iStent Trabecular Micro-Bypass (Glaukos) com a cirurgia de catarata e a ciclofotocoagulação endoscópica (ECP). Ambos iStent e ECPsão comprovadamente eficazes e seguros na redução da pressão intraocular. Ao combinar estes procedimentos, tem-se um mecanismo de ação dupla. O iStent aumenta o fluxo de saída do humor aquoso e o ECP diminui sua produção. Com isso, espera-se uma maior redução da pressão intraocular do que com as técnicas isoladas.

iStent

O iStent inject® é mundialmente conhecido como o menor dispositivo médico existente para implante em humanos, sendo uma evolução para o tratamento cirúrgico do glaucoma leve a moderado – o menor MIGS (Micro-Invasive Glaucoma Surgery) aprovado pelo FDA e ANVISA.

Glaucoma

Gostou da matéria ou tem alguma dúvida? Deixe abaixo seu comentário.


Outras Cirurgias

08/08/2016
Ceratocone
Ceratocone

Ceratocone é a alteração da córnea que provoca um afinamento progressivo de sua porção central e consequente baixa de acuidade ...

19/08/2015
Descolamento de Retina
Descolamento de Retina

Causas e Sintomas A retina é uma membrana delicada que reveste a parte posterior do olho, sendo responsável pela captação e ...

15/04/2019
Correção de Estrabismo por cirurgia
Correção de Estrabismo por cirurgia

A correção do desalinhamento ocular, Estrabismo, é realizada através de diversas técnicas cirúrgicas em que se busca conseguir um novo ...

Todos os direitos reservados © 2016 - CBCO - Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos