Córnea e suas principais doenças

Algumas doenças podem acometer a córnea. Para enxergarmos perfeitamente, é imprescindível a transparência dos meios oculares que se antepõem à formação da imagem no fundo do olho. A córnea, o humor aquoso, o cristalino e o vítreo são esses meios. Porém, diferentes condições congênitas ou adquiridas podem alterar sua transparência, prejudicando a visão.

A córnea, camada mais externa do globo ocular, é responsável pelo maior potencial de convergência da imagem adequadamente sobre a retina, responsável pela visão. Assim sendo, é a lente mais importante desse sistema, situando-se à frente da íris (parte colorida do olho). A córnea sadia é totalmente transparente e pode ser comparada ao vidro de um relógio, através do qual podemos visualizar o mostrador. Quando fica doente ou perde sua transparência, a visão é comprometida. Se a opacidade corneana é pequena, a pessoa enxerga como quem fita um dia enfumaçado e sem brilho. À medida que sua turvação aumenta, a visão também fica mais fosca, dificultando a percepção das formas dos objetos.
olho humano
As principais doenças são:

Cicatrizes corneanas

As causas mais comuns são traumas e infecções, que podem provocar até sua perfuração. Corpos estranhos corneanos provenientes do ambiente externo, se não tratados, podem infectar o local levando posteriormente à formação de cicatriz. Queimaduras por agentes químicos (soda, ácidos, leite de plantas) estão associadas à perda da transparência da córnea, às vezes com necessidade de transplante.

Ceratocone

Significa uma córnea em forma de cone (com consequente afinamento central), anormalidade esta que pode causar séria distorção da visão. É uma doença com tendência hereditária, porém fatores externos como alergias e coçar os olhos aumentam o risco de seu aparecimento. Casos leves são corrigidos com sucesso pelo uso de óculos ou lentes de contato especialmente desenhadas. É feita a correção óptica, porém a doença permanece e pode evoluir diferentemente em cada pessoa. O tratamento através de crosslinking está indicado nos casos que apresentam evolução do cone. Em alguns casos de pacientes intolerantes a lentes de contato, é realizado o implante do anel corneano, adiando ou mesmo dispensando a necessidade do transplante de córnea. Entretanto, quando a visão não é mais satisfatória com esses métodos, ou a córnea começa a diminuir sua espessura, poderá ser indicada a cirurgia de transplante.

Doenças do endotélio

Agumas doenças oculares comuns em pessoas idosas podem levar à perda do endotélio (camada interna da córnea) e sua consequente opacificação (ceratopia bolhosa), tornando necessário o transplante de córnea para restabelecimento visual do paciente. A manipulação cirúrgica durante procedimentos intra-oculares é também um dos fatores de agressão ao endotélio.

Outras causas de doenças na córnea

A córnea pode apresentar alterações da transparência em função de doenças genéticas, chamadas distrofias. Alguns pacientes desenvolvem opacidades corneanas como sequela de degenerações oriundas de agressão externa (exemplo, lentes de contato) ou inflamações (ceratites), de origem imunológica ou viral (herpes).


Gostou da matéria ou tem alguma dúvida? Deixe abaixo seu comentário.


Outras Doenças

17/04/2016
Glaucoma

O glaucoma é uma doença ocular que está entre as principais causas de cegueira irreversível no mundo. Quando detectado precocemente, as conseqüências podem ser evitadas. Ao deteriorar o nervo óptico, ...

23/03/2016
Retinopatia Diabética

Proveniente do diabetes, a retinopatia diabética se dá pelo rompimento dos vasos sanguíneos da retina, causando hemorragia e infiltração de gordura em seu interior. Essa patologia se manifesta inicialmente de forma ...

22/03/2016
Retinoblastoma

É o câncer originário das células embrionárias da retina (porção posterior do olho responsável pela transformação dos estímulos luminosos em estímulos nervosos que vão para o cérebro). Afeta uma em ...

Todos os direitos reservados © 2016 - CBCO - Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos